Telefones para contato: (21) 2491-9683 / (21) 3154.4000

Faça parte de nossas redes sociais:

Twitter Interneuro FaceBook Interneuro Orkut Interneuro

Reportagens

Jornal da Record | Duração: 4m38s

Repórter Record | Duração: 8m35s

Globo Reporter | Duração: 10m24s

Ver todas Reportagens

Parceiros

Parceiro Interneuro - Hospital Santa Tereza Rua Paulino Afonso, 477
Centro - Petrópolis - RJ, 25684-900
(24) 2233-4600

Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna Vertebral

Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna Vertebral

Estes são alguns dos procedimentos minimamente invasivos realizados para o tratamento de algumas doenças da coluna vertebral.

Nucleoplastia

A Nucleoplastia é um procedimento minimamente invasivo utilizado para o tratamento de dores lombares causadas por degeneração do disco e para o tratamento de alguns tipos de hérnias lombares e cervicais, consiste na introdução de uma agulha especial e aplicação de uma energia por radiofrequencia, promovendo a desidratação do disco e portanto a diminuição do mesmo, diminuindo a compressão neural.

Denervação Facetária - Rizotomia

A Denervação Facetária, também chamada de Rizotomia, é um método de tratamento percutâneo que permite o alívio de dores lombares causadas por degeneração das facetas articulares, que são articulações situadas na parte posterior da coluna vertebral. O tratamento é similar a nucleoplastia.

Vertebroplastia e Cifoplastia

A Vertebroplastia e a Cifoplastia são métodos minimamente invasivos para o tratamento percutâneo de fraturas da coluna, quando causadas por osteoporose ou tumores

CIFOPLASTIA PARA FRATURAS DA COLUNA

cifoplastia é uma das modalidades mais efetivas para o tratamento de pacientes imobilizados devido à dor causada pelas fraturas por compressão do corpo vertebral associadas à osteoporose de diversas origens (idade, medicamentos, hormonal, tumores, etc.). Assim como a vertebroplastia, a cifoplastia também é um procedimento minimamente invasivo que pode levar a melhora da dor em mais 90% nos casos de fraturas por compressão. Além de aliviar a dor, a cifoplastia também pode estabilizar a fratura, recuperar a altura e reduzir deformidades do corpo vertebral.

Como é feita a Cifoplastia?

A Cifolpastia é realizada Sob anestesia local ou geral ("leve", já que é um procedimento muito rápido) através de duas incisões pequenas e uma sonda é posicionada no espaço vertebral onde está a fratura. O osso é perfurado e um balão é inserido em cada lado. Esses balões são inflados com líquido de contraste, que serão visualizados com aparelho de Rx durante o procedimento, até que eles expandam e atinjam a altura desejada, sendo então removidos. Os espaços criados pelos balões são preenchidos com PMMA (cimento ortopédico largamente usado em diversas patologias ortopédicas) estabilizando a fratura. O cimento endurece rapidamente, proporcionando força e estabilidade para as vértebras, recuperando a altura e aliviando a dor.

Alguns dos benefícios dos procedimentos minimamente invasivos:
  • Procedimento rápido;
  • Anestesia geral ou local (dependendo do estado clínico do paciente);
  • Realizada em caráter ambulatorial ou com cerca de 12-24hs de internação;
  • Retorno rápido às atividades diárias;
  • Recupera a altura da coluna reduzindo a deformidade;
  • Muito menor sangramento trans-operatório (evitando-se transfusões sangüíneas);
  • Manutenção da anatomia e mobilidade vertebral em muitas técnicas;
  • Reabilitação pós-operatória menos dolorosa e retorno mais rápido as atividades do dia a dia.

OBS: Os procedimentos minimamente invasivos apesar de reunirem as vantagens acima, não afastam complicações possiveis a qualquer procedimento cirurgico, até mesmo gerando a necessidade de cirurgias convencionais inclusive de urgência.

Botão Voltar para o Inicio
Telefones para contato: (21) 2491-9683 - Ramal: 28 / (21) 3154.4000

Em Caso de emergência ligue: (21) 9649.4157

Interneuro © 2012 | Todos os Direitos Reservados